Página do Projecto RCAAP (Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal)

Nota à navegação com tecnologias de apoio: nesta página encontra 3 elementos principais: menu principal (tecla de atalho 1); menu de acções RCAAP (tecla de atalho 2) e conteúdo principal (tecla de atalho 3).

Notícias | RCAAP - Repositórios Científicos de Acesso Aberto de Portugal

Depósito em Repositórios Institucionais a partir do CIÊNCIAVITAE

No âmbito do ecossistema PTCRIS, insere-se o CIÊNCIAVITAE, a plataforma nacional de gestão curricular. O CIÊNCIAVITAE constitui-se enquanto elemento central no ecossistema de gestão da informação sobre a atividade científica e tecnológica funcionando como uma ferramenta de suporte à realização de qualquer ato administrativo baseado num CV. O desenvolvimento da plataforma respeita as melhores práticas e tem por base o normativo PTCRIS, sendo integrável com vários sistemas e identificadores nacionais e internacionais.

Sendo o RCAAP uma peça integrante do ecossistema de gestão de ciência, é importante garantir a integração da rede RCAAP com os restantes sistemas que constituem o mesmo ecossistema, nomeadamente o CIÊNCIAVITAE.

Esta integração resulta da intervenção que tem vindo a ser efetuada nos diversos sistemas (plataforma CIÊNCIAVITAE, Portal RCAAP, Repositórios) e que têm por base um roadmap baseado em blocos de casos de uso.

No caso concreto trabalhou-se nas especificações do bloco 2 (Depósito) que beneficiou de desenvolvimentos anteriores nos blocos 1(Claim) e 4 (Controlo de Autoridade).

A disponibilização da funcionalidade de depósito em Repositório Institucional a partir do CIÊNCIAVITAE prevê que os utilizadores desta plataforma possam optar por enviar para os repositórios onde estão afiliados, trabalhos passíveis de depósito. O processo envolve 3 momentos:

  1. Condições prévias para acesso à funcionalidade;
  2. Funcionalidade de depósito;
  3. Tarefas de validação.

Para testarmos esta integração, os repositórios institucionais do Instituto Politécnico de Leiria - IC-Online e da Universidade do Algarve - Sapientia foram as instituições piloto deste processo. Posteriormente, iniciaram-se reuniões com os restantes Gestores dos repositórios institucionais integrados no serviço SARI (Serviço de alojamento de repositórios institucionais) com o objetivo de estender a funcionalidade a este universo de repositórios institucionais. Neste momento, 18 destes repositórios já aceitam depósitos a partir do CIÊNCIAVITAE.

Prevê-se a implementação nos restantes num curto espaço de tempo.