Página do Projecto RCAAP (Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal)

Nota à navegação com tecnologias de apoio: nesta página encontra 3 elementos principais: menu principal (tecla de atalho 1); menu de acções RCAAP (tecla de atalho 2) e conteúdo principal (tecla de atalho 3).

Revistas Portuguesas no Sherpa - Blimunda - gerir Repositório / Revista | RCAAP - Repositórios Científicos de Acesso Aberto de Portugal

Revistas Portuguesas no Sherpa

  • PDF
  • E-mail

Editoras e revistas científicas com política definida

A lista das editoras e revistas científicas com política definida, no âmbito deste projeto, pode ser consultada no SHERPA/RoMEO.

Orientações para definição da política de depósito

As políticas de depósito mais ou menos permissivas são descritas a seguir, de forma mais pormenorizada, com o intuito de apoiar os responsáveis das editoras e revistas científicas nas escolhas das respostas às questões do formulário eletrónico.

Política de depósito mais permissiva (Acesso Aberto)

Permite aos autores o depósito das suas publicações em RIs, sem quaisquer restrições de acesso, ou seja, o texto integral fica disponível em acesso aberto sem período de embargo. A política de depósito mais permissiva pode ser aplicada,de igual forma, às três versões (Preprint, Postprint do autor e Postprint do editor) ou pode ser definida uma política de depósito diferente para cada tipo de versão.

Exemplo 1

Política de depósito menos permissiva (com período de embargo)

Permite aos autores o depósito das suas publicações em RIs, com restrições de acesso ao texto integral. Estas restrições de acesso designam-se por períodos de embargo e, equivalem, ao período durante o qual os artigos não estão disponíveis, na Internet, em texto integral. Estes períodos de embargo são, geralmente, de 6 ou 12 meses mas podem ser definidos outros. A política de depósito menos permissiva pode ser aplicada, de igual forma, às três versões (Preprint, Postprint do autor e Postprint do editor) ou pode ser definida uma política de depósito diferente para cada versão.

Exemplo 2

Política de depósito restritiva

Não permite que os autores depositem nenhuma versão (Preprint, Postprint do autor e Postprint do editor) das suas publicações em RIs. Esta opção acaba por não beneficiar as editoras e revistas científicas porque não vai ao encontro das recomendações da Comissão Europeia e do Conselho Europeu de Investigação sobre o acesso aberto aos resultados da investigação científica financiada, e não tem em conta a proliferação de mandatos institucionais para depósito de publicações em RIs. A política de depósito restritiva representa uma desvantagem para a visibilidade e impacto das editoras e revistas científicas, assim como dos autores que nelas publicam e um entrave ao progresso da Ciência. Vários estudos demonstram que o impacto da investigação disponibilizada em acesso aberto é maior e mais rápido porque o acesso é maximizado.

Exemplo 3